Assinatura RSS

Arquivo da categoria: Opinião

pensamento do dia

Publicado em

se-voce-ficar-sozinho-pega-a-solidao-e-danca-1490

Crianças e adolescentes X musculação

Publicado em

O jornal O Globo divulgou no dia 13 de dezembro de 2010 a matéria intitulada “Especialistas liberam a prática de musculação para crianças e adolescentes”, que foi também divulgada pelo boletin CONFEF, do Conselho Federal de Educação Física. Clique no link abaixo para ver a matéria na íntegra:

 http://oglobo.globo.com/vivermelhor/mat/2010/12/13/especialistas-liberam-pratica-de-musculacao-para-criancas-adolescentes-923256551.asp

A reportagem ajuda a derrubar o mito de que expor a criança e o adolescente à musculação faz mal, muito pelo contrário: desde que orientado por um profissional da Educação Física, chega a ser indicado inclusive por médicos. Mas também é ressaltada a necessidade de incluir outras atividades aeróbicas, de flexibilidade e de iniciação desportiva. Ponto positivo!

O ponto negativo é que a reportagem não fala que mesmo orientado por um profissional da Educação Física, ele deve ser especialista no trato de crianças e adolescentes. O vídeo anexado à reportagem é uma vergonha: mostra crianças executando os movimentos sem a técnica adequada,  com movimentos bruscos nas articulações ou mesmo sem a amplitude desejada. Ou seja, a academia divulgada se diz possuidora de um programa desenvolvido  especialmente para este público mas parece não ter os cuidados necessários para evitar lesões e desenvolver estes jovens de maneira saudável. Baseado em que desenvolveu programa? No bolso?

Fica a pergunta: quando haverá a valorização dos profissionais especialistas em crianças e adolescentes?

Colocação do corpo e postura do ballet clássico

Publicado em

Com a difusão do treinamento funcional nas academias, a grande importância dada ao treinamento da musculatura do core, responsável pelo nosso equilíbrio e postura corporal, ressalta os benefícios do ballet clássico ao trabalhar inerentemente estas mesmas estruturas musculares durante as aulas. Um aluno que não possui esta musculatura trabalhada tem muita dificuldade em realizar os mais simples movimentos desta e de qualquer outra dança, sendo assim responsabilidade do professor desenvolver adequadamente estas habilidades em seus alunos.

Por serem músculos localizados na parte mais profunda da musculatura, seu trabalho demanda grande consciência corporal e concentração, sendo assim ótimo para ser aplicado com adultos que precisam aliviar o stress do dia-a-dia e mesmo aqueles que sofrem de desvios da coluna vertebral.

Observar detalhadamente os alunos e orientá-los na colocação correta da postura corporal deve ser tarefa diária do início ao final da aulas. A manutenção da postura corporal, além de favorecer a execução de todos os movimentos da dança, dá mais liberdade e maior plasticidade aos alunos e bailarinos.

A autora Iris Gomes Bertoni descreve que a colocação postural utiliza-se de forças contrárias e complementares que podem ser facilmente observadas no diagrama redesenhado abaixo:

Ao observarmos o desenho, percebemos que existe uma dissociação entre o tórax e os quadris que deve ser constante. Isso é essencial nos movimentos de flexão do tronco para frente, para trás ou para os lados ao distanciar mais uma vértebra da outra com a atuação das forças contrárias, criando um espaço maior na coluna vertebral para que o movimento aconteça especialmente no souplesse e cambré.

Manter os ombros para baixo, e “abrir” o peito e as costas favorece o trabalho de braços dos port de bras e nos giros, além de contribuir para tornar o bailarino mais longelíneo.

Os pés bem apoiados e relaxados no solo dão maior equilíbrio estático e dinâmico, favorecendo os elevés, preparação para giros e a impulsão para saltos.

Sentir como se o teto fosse “aparado” pela cabeça faz com que a imagem do bailarino seja ampliada no palco, deixando também toda a musculatura cervical com a mobilidade necessária para que os movimentos de cabeça dêem o acabamento final lírico, auxiliando também os movimentos rápidos de cabeça para a execução de giros e pirouettes.

Segundo Bertoni, esta postura não é estática mas sim dinâmica, mutável e fluente. Buscar a constante harmonização destas forças contribui para o controle energético adequado para tornar os movimentos mais naturais, evitando o desperdicio de energia com movimentos desnecessários e favorecendo a movimentação na dança.

Patrocínio esportivo, cadê você?

Publicado em

A falta de patrocínio esportivo é um problema enfrentando por atletas de várias modalidades no país, incluindo a ginástica aeróbica esportiva. Por que será que os empresários não investem no esporte? Será que isso é o mais importante na prática esportiva de alto rendimento? O que fazer para que mais pessoas possam utilizar o esporte como profissão?

Estas e outras questões foram levantadas e discutidas em uma entrevista concedida pela professora Lica ao site http://www.odribledavaca.blogspot.com/ que vai ao ar a partir deste sábado, dia 31 de julho.

Discutir essas questões e sucitar idéias é o primeiro passo para buscar a solução destas dificuldades. Escute o programa e deixe sua opinião aqui.

Responda rapidinho:

Publicado em

Pense bem e escolha uma resposta:

E não esqueçam o filtro solar nestas férias!

A questão da personalidade na Aeróbica

Publicado em

A gente passa horas e horas saltando alto, fazendo muita força, se rasgando treinando flexibilidade, decorando a coreografia e cuidando pra não sair da música. Será que é o suficiente? Claro que não!

Diferente de todas as ginásticas, a Aeróbica pede uma personalidade forte no palco. Não adianta simplesmente “passar” nele, temos que deixar nossa marca. Uma atleta que eu acho um excelente exemplo é a australiana Lauren Farry, que dá pra ver no vídeo aqui abaixo.

A Lauren sobe no palco e mostra que ela é A Lauren, que é a gostosona e poderosa. E isso faz muita diferença pois enche os olhos de quem assiste a apresentação.

Quer dizer que a gente tem que se achar quando estiver no palco? Não. Como eu digo para meus alunos, atleta de aeróbica não pode se achar, tem que ter certeza – quando está no palco. Fora dele, humildade é importante para reconhecer nossos erros e correr atrás de conhecimentos novos.

Porém no palco, o que conta mesmo é subir, dançar, posar de gostosão pra deixar bem claro para quem está assistindo que você sim tem condições de ser um campeão de aeróbica. Não tenha receio de ser exibido. Se você tem medo disso, pra que sobe no palco????

Acreditar em si mesmo já é um passo para que os outros também acreditem em você. Pense nisso!

CONCURSO CULTURAL

Publicado em

Figura1

Galerinha e galerona, respondam a pergunta 

POR QUE EU AMO FAZER GINÁSTICA AERÓBICA ESPORTIVA COM A PROFESSORA LICA ?

através de bilhetinhos, textos, poemas, fotos, desenhos, enfim, o que a imaginação mandar! Podem entregar pra mim durante as aulas ou enviar para o email projetomovefit@yahoo.com.br. Pai, mãe, tio, vô, vó, melhor amigo, enfim, quem tem contato com meus alunos  também podem enviar suas histórias contando por que a criançada não pára de dar pulinhos dentro de casa.

Os melhores recadinhos serão publicados aqui no blog e no dia 29 de agosto, durante a copa estudantil, os 3 melhores serão divulgados durante o evento. 

Participem! Deixem uma professora (ainda mais!) feliz!

Para sentirem um gostinho…

Publicado em

Todo mundo já sabe que a professora Lica está se preparando para competir o Fisaf World Championship, a competição mundial de Ginástica Aeróbica Esportiva. O que poucos sabem é em que pé andam os treinamentos e como eles acontecem.

Pelo menos duas vezes na semana ela se reune com o preparador físico e treinador Kim Samuel por 2 horas e 30 minutos de treinamento cada dia. Claro que o ideal é que fosse bem mais tempo, pelo menos umas 6 horas diárias de treinamento. Mas ela tem que se dividir entre duas atividades importantíssimas: os treinamentos dela e as aulas que ela dá para todos seus alunos de Aeróbica.

Além de treinar pesado, ela vem controlando a alimentação com a ajuda da nutricionista Fabiana Aires.  Eliminar peso desnecessário ajuda muito na execução dos elementos de dificuldade, como os saltos e a força estática, facilitando também no deslocamento no palco. Alimentar-se certinho é importante para ter os combustíveis certos disponíveis durante o treinamento e a posterior recuperação do corpo. Isso não quer dizer que ela passa a água e alface, muito pelo contrário: desde que a nutri vem acompanhando ela, sua alimentação diária deve ter, no mínimo, triplicado. Foi acrescido de muitas frutas, legumes, feijão, carne e carboidratos, porém nas quantidades corretas para equilibrar o que está entrando no corpo com a comida e o que está saindo do corpo com o exercício físico.

Força na musculação, flexibilidade, agilidade e coreografia são itens que estão sendo cuidadosamente trabalhados e ela já sente uma melhora muito grande. Claro que tudo isso só deve ser feito com profissionais competentes e que sabem o que e como fazer os exercícios e a dieta alimentar.

100_3636

Será que ela já sentiu vontade de parar? Já, algumas vezes. Já teve vontade de chorar durante os treinamentos pesados também. Mas o mais importante é saber aonde se quer chegar e que tudo na vida tem um preço. Por mais dificieis que estejam sendo os treinamentos, eles se tornam prazeirosos quando percebe-se que estamos cada vez mais perto de atingir nossos objetivos. Isso dá segurança para perseguir o sonho de ser campeã mundial.

Criançada, inspirem-se!